[Guest Post] Growth Hacking: como começar a aplicar em minha empresa?

Marketing | setembro de 2020

O objetivo da maior parte das empresas é crescer e conquistar cada vez mais novos espaços no mercado. Esse processo, no entanto, pode não ocorrer da forma esperada, demorar muito tempo e trazer muita frustração para os gestores. Para potencializar o crescimento, foi desenvolvido o Growth Hacking

Essa é uma forma de colocar a empresa no caminho certo, focando em objetivos específicos, desenvolvendo-se de maneira rápida e com o menor uso de recursos possível.

Quer conhecer mais sobre esse assunto? Então continue a leitura e confira!

Afinal, o que é Growth Hacking?

Growth Hacking metodologia - homem mais velho em ambiente de trabalho

O Growth Hacking é uma metodologia focada em estratégias e tem como principal objetivo o crescimento da empresa. Ele identifica os pontos críticos do negócio e, à partir deles cria melhores práticas a serem adotadas, se baseando em hipóteses e experimentos. 

São realizados testes constantes – com elaborações e verificações de hipóteses – para descobrir brechas e oportunidades de melhoria para que a empresa cresça de forma inteligente.

O diferencial do Growth Hacking é a aplicação e interpretação dos resultados da forma mais rápida e com menos custos possíveis. A rapidez se aplica aos erros também, isso significa que se um estratégia enviesar e for para o caminho errado, é necessário alterá-la ou até mesmo deixá-la de lado e seguir por um novo caminho, sem ficar preso ou estagnado. 

Engana-se quem pensa que os hacks são passes mágicos que trarão crescimento de um dia pro outro. É necessário realizar experimentos, analisar dados, automatizar processo, errar rápido e estar sempre em busca melhorias e novas soluções.

Antes de avançarmos é importante que você saiba que o profissional a frente dessas ações se chama Growth Hacker. Não vá confundir!

Quais são os objetivos principais do Growth Hacking?

O Growth possui três premissas principais, são elas:

Crescimento

Como já foi possível perceber, o crescimento é o item mais forte dentro do Growth Hacking. A montagem do processo de crescimento engloba diversas etapas, como a aquisição, ativação, receita, retenção e indicação de usuários.

É preciso ter foco no cliente durante todo o tempo. Boa parte das empresas só foca na aquisição, perdendo o cliente nas próximas etapas, evitando o crescimento, já que ao mesmo tempo que há aquisições, em proporção, há cancelamentos. Essa estratégia não é sustentável.

Métrica norte

Ela definirá o que é o crescimento de sua empresa ou qual problema deverá ser resolvido. É de grande importância para que o foco seja mantido. 

Ao defini-la, tenha em mente que a métrica norte deve ser algo que realmente represente o sucesso da sua empresa. Bons exemplos número de usuários ativos ou número de clientes. Já questões como aumento de vendas ou lucro não devem ser considerados.

Indica-se que ela seja muito clara para que não haja possibilidade de interpretações erradas.

Experimentos

O Growth Hacking realiza experimentos o tempo todo, sendo considerados o motor das estratégias. Com eles é possível definir o que vai de fato dar certo e o que não. 

Assim, o que funciona pode ser replicado e melhorado e o que não deu certo pode ser modificado ou deixado, sempre servindo de aprendizado.

É muito comum que sejam criadas estratégias nunca realizadas anteriormente pela empresa. 

O que é Growth Hacking - Moça sentada em mesa medidanto enquanto papeis voam.

Quais são os processos de Growth Hacking

É importante ter em mente os processos de Growth Hacking desde o início. São sete etapas sequenciais, conforme veremos a seguir:

  1. Definir o problema que deverá ser resolvido;
  2. Perceber/encontrar oportunidades nos dados;
  3. Gerar muitas ideias, analisar e buscar por melhorias que podem ser realizadas facilmente;
  4. Colocar os experimentos em ordem de prioridade e assim definir o que deve ser realizado primeiro e o que pode esperar;
  5. Construir o MVT (Mínimo Teste Viável), de forma rápida e econômica, considerando a relevância para que as conclusões não fiquem sem sentido. 
  6. Executar o experimento e coletar o máximo de informações;
  7. Analisar os resultados, qualificar e replicar em grande escala.

Por onde começar uma estratégia de Growth Hacking? 

Para iniciar uma estratégia de Growth Hacking, você pode adotar duas frentes, sendo:

  1. Começar o processo de otimização dos processos já existentes na empresa.
  2. Adotar, testar e aplicar processos que já existem no mercado.

É comum que as empresas já possuam bons processos que apenas precisam ser otimizados para performarem melhor.

Outro detalhe interessante, é que o Growth Hacking não exige uma ideia muito inovadora. Há vários processos que já estão disponíveis no mercado, basta os adequar às condições de sua empresa e testá-los.

Ferramentas e hacks

Ferramentas são fundamentais para uma estratégia de Growth Hacking, já que elas permitem a otimização do tempo, mensuração dos dados e autonomia para o time. 

Conheça algumas ferramentas e hacks:

Analytics

Elas são ferramentas para mensuração de dados e experimentos. A mais conhecida é o Google Analytics, que permite a mensuração e é gratuita. Porém, HEAP e Mixpanel também merecem ser destacadas. 

Acompanhamento de visitas no site

Algumas ferramentas permitem que você veja qual é a jornada do usuário dentro do site, entendendo melhor quais são os seus interesses. 

É possível ter vários insights observando quais são as ações mais frequentes (por exemplo, onde clicam achando que teria um link), e as páginas que mais atraem a atenção do usuário.

Testes A/B

Nos testes A/B você cria duas versões de um conteúdo e os disponibiliza para perceber quais são os estilos que mais atraem os usuários. Será que outra cor em um botão faria o visitante converter mais?

Existem algumas plataformas que permitem a realização do teste dentro delas. 

Automatização

Como já foi dito, o Growth Hacking busca realizar suas ações e testes da forma o mais rápida possível. Por isso, as automatizações são muito bem vindas. 

Há vários sistemas que permitem automatizar processos dentro das empresas. Busque, por exemplo, soluções para a automatização de pagamentos, marketing, processo internos e até mesmo que facilitem a sua comunicação com o cliente. Dessa maneira, os dados poderão ser analisados de forma mais simples e o seu foco estará de fato no crescimento da sua empresa.

Growth Hacking: crucial para as empresas que querem crescer de fato

Esperamos que tenha ficado claro o que é Growth Hacking e a importância que essa metodologia tem para o crescimento sustentável das empresas. 

Gostou do artigo? Então compartilhe não se esqueça de compartilhar nas redes sociais.

Guest Post escrito pela equipe da Galax Pay.

Marketing