Home office: o que é e quais os seus principais benefícios?

Maria Vittorello | março de 2020

Os avanços tecnológicos foram capazes de realizar grandes mudanças não só em nossos hábitos, mas também na forma como nos relacionamos. E essas transformações chegaram até os modelos de trabalho. Confira o que é home office e quais os seus principais benefícios, tanto para os colaboradores quanto para as empresas.

Você sabe o que é Home Office?

home office

O termo home office pode ser traduzido como “escritório em casa”, em português. Mas, você sabe o que isso significa?

Como dissemos, os avanços tecnológicos e a internet mudaram completamente a forma como vivemos. Desse modo, os modelos de trabalho também puderam ser modificados e moldados quanto às necessidades de empresas e funcionários.

Portanto, home office ou trabalho remoto é um modelo que permite os profissionais trabalharem fora do ambiente corporativo. Isso quer dizer que se houver uma infraestrutura necessária para a realização de atividades remotas, esse colaborador poderá exercer seu trabalho de qualquer lugar, não só de sua casa.

Porém, lembre-se de que nem toda função de trabalho se encaixa nesse modelo. A grande maioria dos profissionais da área da saúde (como enfermeiros e médicos) precisa estar presente fisicamente para poder realizar suas tarefas. O mesmo ocorre, por exemplo, com os funcionários do chão de fábrica de indústrias e no varejo em lojas físicas.

Não confunda trabalho remoto com trabalho externo

As diferenças entre home office e trabalho externo estão nos seus modelos de emprego e funções. 

No home office, o colaborador pode executar suas atividades fora do ambiente de trabalho devido a toda estrutura tecnológica disponibilizada. E isso pode ser por tempo determinado ou não.

Já no trabalho externo, o funcionário realiza suas tarefas fora da empresa porque sua função é realizada em ambientes externos. É o caso de motoristas e profissionais de construção civil, por exemplo.

Mas, o que a lei diz sobre o trabalho remoto?

O home office já é um modelo trabalhista reconhecido e regulamentado pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). E, como falamos acima, se houver uma infraestrutura e um cenário favorável à realização das atividades remotas, as empresas poderão disponibilizá-las a seus funcionários.

No entanto, é necessário que o acordo entre a organização e seus funcionários esteja regulamentado em contrato. Veja alguns exemplos do que deve estar especificado neste documento:

  • Descreva qual será o trabalho realizado no home office;
  • Defina quem será o responsável por cada custo envolvido no trabalho remoto (como por exemplo, equipamentos, energia elétrica e internet);
  • Especifique o tipo de contrato, ou seja, se é misto (trabalho remoto e presencial) ou apenas home office.

No caso de um contrato misto, a empresa deve especificar quantos e quais dias seu colaborador realizará o trabalho remoto. E toda a alteração no contrato – de normal para home office – pode ser feita a qualquer momento.

O que muda, de fato, com o home office?

No que diz respeito aos benefícios dos trabalhadores previstos na lei, como férias e 13º salário, tudo deve ser mantido. Porém, o direito ao vale-transporte recebe algumas alterações. As empresas só serão obrigadas a arcar com os gastos referentes aos dias em que o colaborador se deslocar até o ambiente corporativo.

Já em relação à segurança e à saúde no trabalho, a corporação deve estar totalmente atenta aos seus funcionários, oferecendo, assim, orientações normalmente.

Por fim, os colaboradores devem assinar um termo de responsabilidade em que garantem seguir todas as instruções da empresa. Lembre-se de que todos os pontos acima devem ser acordados e especificados no contrato.

Os principais benefícios do Home Office

trabalho remoto

Você sabe por que o home office faz tanto sucesso? Depois de compreender o seu cenário, confira as suas principais vantagens:

As vantagens para as empresas

Uma das partes beneficiadas pelo home office são as empresas. Através desse modelo de trabalho, as corporações podem:

  • Atrair e reter talentos;
  • Expandir a produtividade dos colaboradores;
  • Diminuir suas faltas e atrasos;
  • Aumentar a satisfação e a motivação dos funcionários.

Veja agora porque tudo isso acontece:

1. Atrair e reter talentos

Não são apenas os clientes que buscam por ótimas experiências com as marcas. As empresas também devem saber criar uma experiência positiva e um ótimo relacionamento com seus colaboradores. 

Desse modo, é importantíssimo oferecer benefícios que sejam realmente válidos a eles. E a flexibilidade é um dos pontos mais procurados por esses profissionais. Como consequência, o home office se torna um chamariz e pode ajudar muito na hora de atrair e reter talentos. 

Inclusive, essa estratégia é excelente para contratar funcionários que moram em outro estado ou até país, mas não possuem interesse em se mudar.

2. Expandir a produtividade dos colaboradores

Uma das principais preocupações das empresas quanto ao trabalho remoto é a questão do rendimento. Porém, de acordo com a pesquisa de um professor da Universidade de Stanford, o home office é capaz de aumentar em 13% a produtividade dos colaboradores.

Isso acontece porque o trabalho remoto reduz as interrupções de colegas durante as atividades e evita o estresse do trajeto da casa até a empresa.

Mas, atenção: às vezes, no home office, se troca uma fonte de distrações por outra. Um exemplo disso é quando o colaborador possui crianças pequenas.

home office & produtividade

3. Diminuir suas faltas e atrasos

O grande número de faltas e atrasos dos funcionários também é um fator que preocupa as empresas. Problemas cotidianos como engarrafamentos no trânsito ou mau funcionamento dos transportes são exemplos do porquê isso acontece. 

Para se ter ideia, dados do Global Work Place Analytics apontam que o trabalho remoto é capaz de reduzir em 31% as faltas e atrasos dos colaboradores. Porém, no home office pode haver outros motivos para atrasos, como problemas de conexão.

4. Aumentar a satisfação e a motivação dos funcionários

Já sabemos que quanto maior a felicidade e a motivação de um funcionário, mais seu trabalho será produtivo e eficaz. E ainda vimos que muitos já buscam por empresas flexíveis e aptas ao home office

Dessa maneira, manter a satisfação do colaborador é essencial para o bom funcionamento de seus serviços. Ainda mais se ele tiver uma relação direta com o consumidor final, né? 

Portanto, um bom relacionamento nasce de experiências positivas. E quando há uma boa relação entre líderes e funcionários, o turnover (rotatividade dos colaboradores) também tende a diminuir consideravelmente.

As vantagens para os colaboradores

A outra parte beneficiada pelo home office são os colaboradores. Através do trabalho remoto, eles podem:

  • Ter mais flexibilidade;
  • Trabalhar em espaços de maior comodidade;
  • Aumentar sua qualidade de vida.

Confira agora o porquê:

1. Ter uma flexibilidade maior

Dependendo da função que o profissional desempenha, com o home office, ele terá uma flexibilidade maior. Porém, isso não acontece em todos os casos. 

Nas situações onde o horário flexível é viável, o colaborador poderá organizar e definir seus horários. Contanto que entregue em dia suas tarefas.

Como consequência, ele também tem a opção de conciliar o trabalho com a vida pessoal. E tudo isso pode aumentar consideravelmente sua produtividade.

2. Trabalhar em espaços de maior comodidade

trabalho remoto & conforto

A comodidade de não perder horas no trânsito para chegar ao trabalho, por exemplo, se apresenta como um ótimo benefício do home office.

Além disso, quem tem a opção de trabalhar em um espaço com mais conforto e menos interrupções, também sai ganhando. 

Mas, como falamos acima, há colaboradores que precisam conciliar o mesmo espaço com filhos ou bichos de estimação, por exemplo. E esse ambiente nem sempre se torna totalmente propício para aumentar seu desempenho.

3. Aumentar sua qualidade de vida

Todo o tempo economizado com o home office pode ser usado para melhorar – e muito – a qualidade de vida dos profissionais. Isso porque o tempo gasto no trânsito pode ser transferido para um período com a família, cuidados com a saúde, práticas de esporte e estudos.

Desse modo, quanto mais conforto e qualidade de vida, maior também será a motivação do colaborador.

Trabalho remoto: uma grande vantagem para qualquer operação

Como vimos, o trabalho remoto pode trazer muitos benefícios para uma operação. Não apenas aos funcionários, mas também aos líderes e à empresa como um todo.

Porém, para sua operação em home office ser um sucesso, também é importante contar com ferramentas que ajudem no trabalho remoto.

O NeoAssist, por exemplo, permite que todo o atendimento ao cliente das empresas seja feito por um time descentralizado, sem prejuízo algum. Mas, isso é papo para um próximo artigo. 😉

Maria Vittorello