Indústria 4.0: os impactos e as vantagens para as empresas

Maria Vittorello | novembro de 2019

Como sabemos, as inovações tecnológicas trazem grandes mudanças para o mercado e para o mundo dos negócios. Confira agora o que é a indústria 4.0 e como ela impacta no desempenho e nos resultados das empresas.

O que é indústria 4.0?

tecnologia & indústria 4.0

Não é novidade para ninguém que os avanços tecnológicos são capazes de mudar todo o contexto em que vivemos. E é sobre isso que vamos falar nesse artigo. 

Também conhecido como “4ª Revolução Industrial”, o termo indústria 4.0 foi usado pela primeira vez em 2011, em um projeto de estratégias, do governo alemão, voltado a questões tecnológicas. Seu conceito envolve a automação, o controle e a tecnologia da informação (TI) ligados aos processos de manufatura das indústrias. 

Assim, se a Primeira, a Segunda e a Terceira Revolução Industrial diziam respeito a procedimentos mecânicos, elétricos e robóticos, respectivamente, essa nova concepção de indústria trouxe para o mercado as mais recentes inovações tecnológicas. Logo, sistemas ciber-físicos e a aplicação da Internet of Things (IoT ou Internet das Coisas), por exemplo, fazem parte desse novo conceito, que explicaremos melhor a seguir.

Desse modo, ao conectar máquinas e sistemas em redes inteligentes, as empresas podem trabalhar de forma muito mais eficaz em cada etapa de sua produção. São práticas como essas que permitem às indústrias automatizarem suas tarefas e armazenarem e gerenciarem um grande número de dados. E, assim, seus processos poderão ser administrados com mais facilidade, autonomia e rapidez.

Portanto, apesar da indústria 4.0 ser nova no mercado, é extremamente importante conhecer seu conceito e seus impactos. Com as grandes mudanças tecnológicas, tanto a maneira de produzir quanto a de consumir produtos e serviços podem mudar. Por isso, sua indústria deve estar sempre atenta a cada novidade do mercado e procurar sempre antecipar seus desafios para não enfrentar grandes problemas no final. 

Principais impactos e benefícios da indústria 4.0

Após explicarmos o que é indústria 4.0, falaremos agora sobre suas principais características e impactos no mercado:

1. Tudo em tempo real

Se, antes, as informações e os processos eram lentos e, muitas vezes, ineficientes, com o avanço da tecnologia, muita coisa mudou. Além de vivermos em uma Era Digital, também vivemos em um mundo instantâneo. Desse modo, independente de quem for seu cliente, é necessário oferecer uma ótima experiência em cada etapa pela qual ele passar. E é por isso que processos rápidos e eficazes impactam, diretamente, em seus resultados finais.

Assim, com o uso da Internet of Things, se torna possível conectar objetos físicos, máquinas e ambientes a dispositivos que possibilitem o domínio de seus processos de forma remota. Como consequência, a produtividade e o desempenho dos procedimentos serão maiores, enquanto seu tempo de atuação reduzirá.

Mas, não se esqueça de que, da mesma forma que as novas tecnologias facilitam – e muito – o funcionamento dos negócios, a segurança é fundamental. Portanto, como os processos se encontram cada vez mais automatizados, sua indústria deve tomar as precauções necessárias para assegurar os dados e controlar, sem surpresas, seus procedimentos.

análise de dados & indústria 4.0

2. Conectividade, análise e aquisição de dados

Em decorrência da alta conectividade das máquinas, o processo de obtenção e gerenciamento dos dados são realizados instantaneamente. Logo,  quando falamos sobre ótimos desempenhos, podemos relacioná-los, diretamente, com o poder da tecnologia. 

Assim, a tomada de decisão pode ser uma tarefa muito mais simples e assertiva. Tudo isso com a ajuda da automação, a digitalização dos procedimentos e os sistemas ciber-físicos, que permitem a operação das máquinas em módulos independentes. 

Além disso, as máquinas têm a capacidade de se autoajustar, avaliar as necessidades da fábrica, em tempo real, e oferecer informações à indústria sobre suas tarefas. E é também graças à Internet of Things que os sistemas podem se comunicar entre si. Desse modo, a operação em tempo integral de sua indústria pode elevar a performance dos processos, além de promover ótimos resultados.

3. Flexibilidade dos processos e controle de qualidade

automação & indústria 4.0

A grande flexibilidade dos processos é mais um sinal de que a indústria 4.0 pode ajudar as empresas a otimizarem, exponencialmente, suas tarefas. Ao conseguirem trabalhar de forma independente, os módulos de produção atuarão segundo às necessidades da demanda. Essa prática torna os procedimentos mais eficazes e influencia, direta e positivamente, nas tomadas de decisão.

Assim, ao eliminar o conceito de linha de produção, esse método não necessita esperar o término de todo o processo para identificar problemas. Como consequência, além de otimizar o monitoramento em cada etapa, a ação permite uma maior personalização dos produtos. E sabemos que essa tarefa conta pontos importantíssimos na decisão do cliente sobre uma marca.

Porém, nem só de máquinas e robôs se faz a indústria 4.0. É preciso pensar também nos colaboradores de seu negócio. É certo que os processos automatizados já são responsáveis, em grande parte, pelas atividades repetitivas e manuais das empresas. E, com a indústria 4.0, isso tende a continuar.

Desse modo, surgem novas demandas em pesquisa e desenvolvimento nesse novo cenário. E é por isso que emerge também uma nova exigência de trabalhadores. Ao invés de desempenharem as mesmas funções das máquinas, os novos colaboradores precisarão executar atividades mais estratégicas. Então, profissionais tecnicamente capacitados deverão fazer parte desse contexto. Só assim não haverá um aumento substancial de desempregos e a indústria 4.0 poderá continuar movimentando a economia, sem prejuízos.

Conclusão

No decorrer deste artigo, pudemos ver o importante papel que a indústria 4.0 desempenha no mercado atual. Como sabemos, a tecnologia avança junto com as exigências do cliente e as marcas devem estar prontas para acompanhá-las.

Desse modo, é fundamental estar à par tanto das mudanças de produção quanto das de consumo que a indústria apresenta. Só dessa maneira será possível executar e entregar serviços que atendam às demandas do consumidor e alcançar, assim, uma boa posição entre a concorrência.

Então, estude nossas dicas e analise com cuidado todos os processos de sua empresa. Somente ao conhecer cada etapa de sua produção, você conseguirá adequar suas práticas à indústria 4.0. E os bons resultados serão apenas um reflexo de todo esse trabalho.


Maria Vittorello